Previsão do preço das ações da GSK: porque é que a empresa se está a dividir

By Connor Sephton

A previsão de preço das ações da GSK está a reagir a planos para dividir as divisões farmacológicos e de saúde do consumidor, com o CEO a enfrentar uma rebelião dos ativistas investors.co

Nesta previsão

Dois anos e meio após anunciar o plano, a GlaxoSmithKline (GSK) confirmou que o seu negócio farmacêutico se separará do seu braço de saúde do consumidor. O último será transformado numa nova empresa listada publicamente.

Isto surgiu após um período de dificuldades para as ações da GSK. A GSK é a maior empresa de vacinas no mundo em termos de receita, mas ficou para trás dos rivais na corrida para o desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus. Embora a Pfizer, AstraZeneca e Moderna estejam entre as marcas que trouxeram com êxito uma vacina contra a Covid-19 para o mercado, a GSK está a ficar para trás. Os ensaios da fase 3 para a sua candidata a vacina só se iniciaram no final de maio de 2021, e com uma perspetiva favorável, o seu produto pode só conseguir assegurar a aprovação para a utilização generalizada no final deste ano.

O preço das ações da GSK também foi ofuscado por um pico nos adiamentos dos pacientes para procedimentos eletivos, exacerbados pela pandemia do coronavírus. O preço das ações da GSK caiu 9,9% em 12 meses até 12 de julho, resultando num preço de 1 439p. Durante o mesmo período, as ações da Pfizer subiram em 20% e as da AstraZeneca por uns mais modestos 2,3%.

A análise das ações da GlaxoSmithKline expos outros desafios quando se trata da investigação e desenvolvimento. Espera-se que até 3bn $ em vendas desaparelham quando a GSK perder a exclusividade da patente do medicamento para o VIH dolutegravir dentro de seis anos. Para agravar ainda mais o problema, uma série de medicamentos de alto perfil que estavam previstos caíram ao longo dos ensaios. Isto poderá afetar os resultados financeiros da empresa a médio e longo-prazo.

O que significa a divisão

O preço das ações da GSK subiu cerca de 1% após terem sido revelados planos para separar o negócio ao consumidor. Mergulhemos um pouco mais naquilo que isto envolverá.

Foram definidos alvos ambíguos para a "Nova GSK", o nome do renovado braço farmacológico. Este permanecerá sobre o comando da diretora executiva Emma Walmsley. Os investidores foram aconselhados de que a empresa apontará para um crescimento das vendas de 5% e para um crescimento do lucro operacional de 10% entre agora e 2025.

A empresa quer impactar positivamente a saúde de mais de 2,5 biliões de pessoas durante a próxima década. Espera-se que a cisão crie um "novo líder mundial nos cuidados de saúde ao consumidor," disse a empresa, com a confirmação da divisão da empresa prevista para meados do próximo ano. As marcas da GSK incluem linhas de pastas dos dentes (Sensodyne e Aquafresh), produtos para deixar de fumar (Nicorette e Nicotinell) e marcas de alívio da dor (Panadol e Advin).

Esta nova empresa orientada para o consumidor será o lar de um portefólio que gerou vendas anuais de 10bn £ no último ano, e está "bem posicionada para mais crescimento". A GSK detém 68% de participação na divisão de cuidados de saúde ao consumidor. Destes, 80% do valor da cisão serão devolvidos aos acionistas, mas a Nova GSK planeia continuar a deter os restantes 20%. A Pfizer, que detém os restantes 32% da participação, também aparenta estar a preparar-se para uma saída.

As ações da GSK também serão afetadas por uma alteração significativa nos pagamentos de dividendos. O dividendo permaneceu nos 80p para a totalidade de 2021, mas está destinado a cair para 45p em 2023.

Resistência dos investidores

Mais incerteza em torno das ações da GSK advém dos investidores ativistas na Elliott Management, liderados por Paul Singer. Numa carta extensa, Elliott deu as boas-vindas à divisão, mas avisou que a GSK tem tido "uma performance abaixo do mercado há anos, operacional e financeiramente". Esta sugeriu que Walmsley deveria ser forçada a recandidatar-se ao seu cargo após a cisão.

Tais medidas foram negadas pela GSK, que respondeu:

"A direção acredita amplamente que Emma Walmsley é a líder correta da Nova GSK e suporta na íntegra as ações que estão a ser tomadas por esta e pela equipa de gestão, todos os quais estão sujeitos a avaliações de performance rigorosas."

A decisão de Elliott Management de açambarcar uma participação multimilionária suscitou alguns alarmes. Em maio, o The Times, em Londres, reportou que o governo britânico estava tão preocupado com o investimento que tinha solicitado aos oficiais para monitorizarem a situação. Isto baseou-se em preocupações de que Elliott poderá tentar engendrar a venda do negócio farmacológico da GSK.

Com o grupo a gerir 11 locais no Reino Unido, um número de políticos disse ao jornal que a empresa é uma parte chave do músculo farmacêutico do país, enquanto o diretor do Commons Business Select Committee descreveu a capacidade da GSK como “crítica na nossa segurança nacional”.

Permanece por ser visto se um rival da indústria avança para comprar o lado de cuidados de saúde ao consumidor. Mas qualquer oferta de empresas como a Johnson & Johnson poderá atrair a atenção dos reguladores.

Previsão do preço das ações da GSK: o que se segue

A previsão de preço das ações da GSK nos próximos 12 meses é mista. Os murmúrios de aquisição ou consequências da intervenção de investidores ativistas poderá ter um impacto, juntamente com quaisquer momentos de descoberta na sua corrida para trazer uma vacina contra o coronavírus para o mercado.

Quando se trata da previsão do preço das ações da GSK para 2021, uma estimativa negativa indica que o preço das ações da Glaxo cairá 12,9% no próximo ano para 1250p. Na outra extremidade da balança, a previsão favorável prevê uma subida de 39,4% para 2000p, um nível não visto em 20 anos. Entretanto, a previsão média para o preço das ações da GSK situa-se nos 1500p, uma modesta subida de 4,5% de onde as ações se encontravam a 12 de julho.

Perguntas Frequentes

As ações da GSK caíram em 9,9% nos 12 meses até 12 de julho, e 12,9% nos últimos cinco anos.

A CEO da empresa, Emma Walmsley, admitiu recentemente: "Estou bastante consciente de que as ações da GSK tiveram um desempenho abaixo do mercado durante um longo período de tempo."

A Glaxo Smith Kline atrasou-se em relação aos rivais quando se trata de retornos aos acionistas nos últimos quatro anos. A pandemia do coronavírus não ajudou, dado que isto perturbou os programas de vacinação de rotina.

Segundo o Financial Times, cinco analistas classificam as ações da GSK como compra, seis dizem que o preço das ações da Glaxo tem o potencial para superar o desempenho do mercado nos próximos 12 meses, 16 têm uma classificação de espera em vigor e dois dizem que as ações da GSK terão um desempenho abaixo do mercado. Não há quaisquer classificações de venda.

A Currency.com oferece ações da GSK na forma tokenizada, permitindo-lhe ganhar exposição ao preço das ações sem deter a ação subjacente. Isto dá-lhe a oportunidade de entrar em posições de venda caso acredite que os preços descerão.

The material provided on this website is for information purposes only and should not be regarded as investment research or investment advice. Any opinion that may be provided on this page is a subjective point of view of the author and does not constitute a recommendation by Currency Com Bel LLC or its partners. We do not make any endorsements or warranty on the accuracy or completeness of the information that is provided on this page. By relying on the information on this page, you acknowledge that you are acting knowingly and independently and that you accept all the risks involved.
iPhone Image
Negocie as principais ações, índices, matérias-primas e pares de FX tokenizados do mundo com cripto ou fiat
iMac Image
Negocie as principais ações, índices, matérias-primas e pares de FX tokenizados do mundo com cripto ou fiat
iMac Image